Segunda-feira, 29 de Outubro de 2007

Tem troco?

As relações são mercantilistas e vivem das trocas.
Das trocas de afecto, de dedicação, de atenção, de dinheiro, de orgulho, de tempo, e de tantas outras coisas e coisinhas que todos os dias nos assolam.

Dizia-me uma amiga, a propósito da ingratidão, que tudo fez por um irmão e que ele – que é um animal, diga-se de passagem! – disse que não precisava dela para nada, etc. Enfim... família a gente não escolhe, mas felizmente podemos escolher todas as outras pessoas que nos rodeiam. Das amizades aos amores, creio que temos de ser criteriosos, selectivos e cuidadosos nas nossas escolhas.

Senão, vejamos...
Em tempos, um rapaz muito criativo (leia-se preguiçoso) passava a vida a tentar criar um objecto de entretenimento e por isso não poderia trabalhar porque tinha de estar completamente focado na coisa. A namorada, compreensiva (leia-se tonta) com esta situação temporária, sustentava todos os caprichos da criatura, não fosse a privação de algo, toldar-lhe o génio e a visão. Quando ela percebeu que ele afinal era um grandessíssimo oportunista e preguiçoso, cortou-lhe as vazas. A partir daí, ela passou a ser uma megera nas conversas dele com os amigos. Há que referir que esta mama durou quase um ano... Uma megera, de facto!

Outro rapaz, com namorada fixa, decide comprar uma casa, contando que ela fosse para lá viver e assim partilharem o espaço e respectivas despesas. A rapariga, que era ainda uma miúda, pressentindo o perigo do compromisso que teria de assumir, pôs-se a léguas e o rapazinho acabou por ficar agarrado... mas não por muito tempo. Em breve, arranjaria outra namorada – esta com casa própria – e tratou logo de despachar a casa anterior. E agora pensamos nós: obviamente que passou a rachar as despesas com a namorada recente... Deves! O condomínio começou a ser-lhe um fardo depois de ela muito insistir – e chatearem-se – em que ele teria de participar em algumas responsabilidades financeiras. Entretanto, esta relação acabou e ele já arranjou outra rapariga com casa própria. Novos cenários, mesma atitude...

Há pessoas que só dão e outras que só recebem. É a simbiose perfeita até alguém se aperceber que as coisas já passaram os limites e que também precisam de receber um bocadinho. E quando acordam, invariavelmente vêem que foram abusados e ficam com um travo amargo na garganta. Uma coisa é simbiose, outra muito diferente, é parasitismo! Fazem ambas parte do rol de relações, mas distinguem-se de forma peremptória e assustadora!

O ideal será darmos tudo o que pudermos, sabendo que a outra pessoa está com o mesmo espírito de dádiva e partilha. Lógico que nem sempre temos disponibilidade para darmos tudo o que gostaríamos – desde afectos a tempo, de dinheiro a dedicação – mas têm de ser fases de vida, e não sistema de vida.

Porque quem dá, também gosta de receber. E quem recebe, deveria experimentar dar.
Às vezes, sabe mesmo bem!

TNT
publicado por TNT às 17:05
link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De ruben a 29 de Outubro de 2007 às 23:26
subscrevo...
"... familia a gente não escolhe" , essa frase é de uma verdade profunda.
De TNT a 30 de Outubro de 2007 às 08:03
... e por vezes, profundamente injusta.
De KI a 30 de Outubro de 2007 às 00:29
Já dizia o Ricardo Reis : ?Para ser grande sê inteiro...' Megera? bem ela deve ter ido pra lá de todos os limites e ainda é injustiçada por ele apre!

Só damos valor ao que tínhamos qd o perdemos, cliché de inegável verdade.
Gosto da forma como escreves e espões as coisas ( esta cor pra comentar cega-me lol) és pragmática e directa.

Boa semana :)
De TNT a 30 de Outubro de 2007 às 08:05
Obrigada!
Ontem andei a passear-me pelo teu blog e descobri um link para um blog de um amigo que eu nem sabia que existia! Um mundo é mesmo uma varandinha!
De Inocêncio da Silva a 30 de Outubro de 2007 às 13:09
As relações deste infame tempo parecem pautar sempre por um interesse...
Mas como dizes, antes a simbiose que o parasitismo.
Esta crise que assola o nosso pais tem destas coisas, e as pessoas associam-se umas ás outras de forma a colmatar as dificuldades que vão surgindo.
Por exemplo, o casamento é cada vez mais um "emprego" que paga as contas e torna o fardo do IRS mais leve.

Uma tristeza esta coisa do défice...
De TNT a 30 de Outubro de 2007 às 13:16
E a Euribor? Uma tragédia!
De anikin a 6 de Novembro de 2007 às 02:23
Dos teus melhores posts de sempre.
De TNT a 6 de Novembro de 2007 às 10:58
Obrigada...
De anikin a 9 de Novembro de 2007 às 01:33
Eu é que agradeço. A sério!

Não é um tema fácil, abordaste as várias nuances (de uma forma muito pouco radical para uma TNT!!!) e acabaste num tom realisticamente positivo... e positivamente delicioso.

Mas a razão porque gostei mesmo é que o tema do "mercantilismo" das relações tem andado bastante presente nas minhas próprias reflexões... e há alturas em que, focado apenas em alguns aspectos, fico incomodado com o assunto e penso que sou demasiado cerebral e tal...

O teu POST mostra o conjunto e está escrito. É algo a que posso voltar.

Mas mais do que isso, mostra as trocas como algo que faz parte de uma relação e que não tem de a tornar menos interessante/romântica.

P.S.: Isto de eu estar todo feliz e contente com o POST em causa não quer dizer que tenhas de ir a correr escrever um daqueles livros-de-auto-ajuda... =;o)
De TNT a 9 de Novembro de 2007 às 02:48
Isso é que era!
Ainda ganhava uns belos trocos!
De anikin a 10 de Novembro de 2007 às 17:45
Vendida!

Pelo menos continuas no tema do mercantilismo...

Comentar post

.outros blogs da menina

. Interno Feminino

. Experimentámos

.pesquisar

 

.posts recentes

. 25 de Abril de 2012

. Petição "Impedir a Taxaçã...

. A Arte da Guerra

. Atenção lagartagem!

. Olhá boliiiinha!

. A propósito de redes soci...

. Thursday bloody Thursday

. Ensitel assim a dar para ...

. O enrabanço da EDP

. As crises

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.visitas


.subscrever feeds