Sexta-feira, 16 de Março de 2007

As Telepeixeiradas

Atendo uma chamada não identificada no meu telemóvel...

- Tou?
- Tou é a XXX?
- Sim... diga
- Ó minha ganda pu*a, então andas metida com o meu marido?
- Ó querida, a menina vai ter de ser mais explícita... quem é o seu marido?
- Ainda por cima goza, esta va*a...
- Pois minha querida é que como ando com vários, é possível que ande também com o seu. Se tiver a gentileza de me dizer quem é...
- És mesmo pu*a! Como é que é possível...? (por esta altura já chora)
- Claro que sou, é verdade. Aliás se fosse certinha não andava com os maridos das outras e se calhar nesta altura andava a telefonar a outras gajas a insultá-las... Tenha uma boa tarde sim? E olhe, não chore que faz mal à pele. Rugas...!

Suponho que este telefonema tenha tido origem numa infeliz que anda a divorciar-se de um velho amigo meu, que o persegue e como ainda recebe as facturas detalhadas no antigo ninho de amor, vê a quem ele telefona e pimba, vai disto. Enfim, figuras tristes...

Esta criatura pertence a uma família muito chique, endinheirada e cheia de pergaminhos. Calculo que tenha tido alguma educação. Mas nada disso tem importância face ao enorme descalabro que é o de perder o seu “hóme”... Lá estala o verniz, lá se vai o chá, o bule e o abafador. Não há rituais que se salvem e a família que se lixe! O que interessa é fazer escândalos e gritar a plenos pulmões a nossa desgraça para que todo o mundo se compadeça da nossa triste situação de mulheres abandonadas...

Arrrrgh... Que vergonha! Não é nada comigo mas ruborizo de vergonha! Pela minha condição de mulher. Por saber que temos muitas vezes má fama, por causa de cenas infelizes como esta. Por hoje ter ouvido uma história de uma que engravidou para casar com... Por ter sabido de outra história de uma, cujo casamento já estava mais para lá do que para cá e vá de engravidar também. Por algumas mulheres usarem as armas mais primárias e vulgares para sacarem mais uns momentos.

Às vezes é triste ser mulher... Mas quando penso na alternativa... bem afinal se calhar não é assim tão triste!

TNT
publicado por TNT às 00:57
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De gomesh a 16 de Março de 2007 às 09:59
Há uns bons anos (provavelmente 7 anos) tive uma amiga que me telefonou com a mesma conversa... "Olha que ela telefonou-me para me dizer que eras casado..." coitada da rapariga nem sequer era uma "amiga colorida"...

Infelizmente principalmente as caríssimas do sexo feminino tem por habito fazer coisas destas... não importa se já estão separados, quase divorciados etc... Mulheres desesperadas fazem coisas desesperadas... enfim... felizmente não são todas assim...
De TNT a 16 de Março de 2007 às 17:09
É uma tristeza... Eu nem tenho nada a ver com a história, mas não podia perder a oportunidade de gozar este pratinho!
De V.A.D. a 16 de Março de 2007 às 16:45
Na verdade, essas cenas, para além de tristes, nada resolvem. Algumas limitam-se a adiar o inevitável, outras revelam apenas um total descontrole emocional, por parte de quem as protagoniza...
Eu também não queria ser mulher, ahahahaha :-))

Cumprimentos
De TNT a 16 de Março de 2007 às 17:12
Foi daqueles casamentos que fizemos apostas durante a cerimónia de quanto tempo iria durar...
Acho que mesmo assim ainda durou mais do que pensávamos. O desgraçado devia ter medo das escandaleiras. Já devia saber o que a casa gastava!
De cigana a 17 de Março de 2007 às 01:05
Querida, agora digo eu, a moral da história é a mesma: quando se cai na cúnfia, entra-se no degredo! E essa é das tais situações em que se considera que se a esposa não acusar em praça pública e, de prefrência, acabarem as duas "à porrada" agarrando-se pelos cabelos, então como é que provam ao "hóme" que gostam dele? ...
A alternativa? Ora TNT, tu conseguias perfeitamente pôr-te na pele de um dos teus galdérios, diz lá! Eles só são assim porque as mulheres gostam...
De TNT a 17 de Março de 2007 às 02:05
Não faço mesmo ideia. Eu cá tenho horror a escândalos e era incapaz de fazer uma cena pública. Este telefonema deve ter sido o 24º daquele dia. Até porque quando se tem pouco que fazer, é no que dá...
Parece-me que alguns homens gostarão que as mulheres se degladiem por eles. Neste caso não se aplicava. Nem a ele que é uma pessoa educadíssima e decente, nem a mim que não tenho nada a ver com a história! (se bem que agora até fiquei com vontade...)
Não me tentem demónios, não me tentem!
De Cláudia Oliveira a 17 de Março de 2007 às 12:27
Estranho como algumas mulheres não sabem os homens que têm casa. Enfim, melhor calar-me, nunca se sabe

Comentar post

.outros blogs da menina

. Interno Feminino

. Experimentámos

.pesquisar

 

.posts recentes

. 25 de Abril de 2012

. Petição "Impedir a Taxaçã...

. A Arte da Guerra

. Atenção lagartagem!

. Olhá boliiiinha!

. A propósito de redes soci...

. Thursday bloody Thursday

. Ensitel assim a dar para ...

. O enrabanço da EDP

. As crises

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.visitas


.subscrever feeds