Terça-feira, 27 de Março de 2007

Carta de (des)Amor

(Exercício de Escrita. Tema: Carta a terminar uma relação. Curso de Escrita, 2006)


Pinheiro da Cruz, 13 de Junho de 2006


Minha querida Fátima,

Já havia algum tempo que não te escrevia mas agora dou-te as novidades todas de uma vez só!

Lá se passou mais um dia dentro desta divisão que é agora a minha casa. Anseio pelo fim-de-semana em que me venhas visitar, é o primeiro de Julho, não é? Tu e o teu tio Amílcar que me prometeu o prazer da sua companhia e um presunto lá da terra!

O que me leva a escrever-te é mais uma vez agradecer-te todo o apoio que me tens dado e que tem sido fundamental para aguentar as coisas aqui. Como sabes, o Medalhas tem-me feito a vida negra e se não fossem as tuas cartas e saber-te aí fora sempre atenta, não sei o que teria sido de mim.

Quem diria que uma rapariga séria como tu, iria alguma vez responder ao meu anúncio? És uma boa alma, uma santa que me apareceu! E estarei sempre agradecido a ti e à tua família que me têm acolhido de braços abertos.

Mas chega de desgraças! Diz-me, como estão os teus gaiatos? O Telmo, já não gagueja tanto? E o Ruben, já o inscreveste no clube recreativo? Vê lá isso, porque o miúdo tem mesmo jeito para a bola, pode ser que se safe...

Ontem vi aqui um filme muito jeitoso, aquele que me falaste que tinha passado na TVI. Mesmo que um homem não queira, acaba sempre por chorar. Ainda por cima aqui, que se está mais sozinho e a precisar de carinho. O problema é que o grupo do Medalhas anda sempre à coca das fraquezas da malta. E depois já sabes como é... Raios os partam!

Aquele guarda-prisional porreiro, o Zé Manel, arranjou-me umas revistas de motas. Eh pá, aquilo é que é! Gandas malhas! Assim que sair daqui vou trabalhar para a oficina do Neves e ver se consigo uma máquina daquelas. Quer dizer... espero que ele ainda me aceite. Mas acho que sim, ele é um tipo às direitas e amigo do seu amigo.

Esta semana estou de serviço à cozinha, e o director da prisão já enviou um comunicado a dizer que devo ficar mais dois meses pelo menos, pois gostam do meu trabalho. Acabei por sugerir fazerem aquele puré com cenoura que me mandaste a receita na carta de Fevereiro. Pelos vistos, toda a gente gostou e ele agora quer que eu permaneça de serviço à cozinha durante mais uns tempos.

Para mim, encantado da vida, é muito melhor e corro menos riscos, como calculas.

Finalmente fiz novos amigos e sinto-me menos só, apesar de tudo. Temos trocado revistas e alguns livros. Fumamos uns cigarritos no recreio e conversamos sobre as nossas vidas e dos planos para quando sairmos daqui.

Chegou um tipo novo, um brasileiro, o Leonardo. Chamamos-lhe Leo. Veio aqui parar porque foi obrigado a traficar para poder arranjar maneira de ficar em Portugal. Agora está em Portugal, mas não era bem isto que ele tinha pensado. É bom rapaz e temos falado muito. Ele conta-me coisas do Brasil, coisas que eu gostava de conhecer e de visitar mas pelo andar da carruagem nunca vou poder visitar aquelas praias de Copacabana que se vêem nas novelas. E eu conto-lhe as coisas daqui e das nossas praias, ah pois claro, não são só eles que as têm boas. Falei-lhe das férias na Caparica e na Lagoa de Albufeira, que é para eles saberem que aqui também há muito e bom turismo.

Enfim, tenho algum receio de continuar com esta carta, já que te vou confessar uma coisa muito importante que me aconteceu. Espero com isto que a nossa relação não se altere porque estas coisas acontecem e a gente nem espera, mas olha...

A verdade é que eu e o Leo nos temos aproximado muito e ele tem-me feito muita companhia, percebes? É que um homem sente-se muito só aqui. Só estando aqui para perceber. Só quem passa por elas é que sabe...

Não te quero ver a sofrer mas também não te queria mentir. Tens sido uma grande mulher e não te queria enganar. Sei que quando sair daqui, devo voltar a ter a minha vida normal e voltar a ser homem outra vez. Mas estas, são circunstâncias diferentes e espero que compreendas e que não me leves a mal.

Se não me conseguires perdoar eu compreendo, mas gostava que ficássemos amigos, pelo menos. Estás sempre no meu coração, mas neste momento tenho de satisfazer outro tipo de necessidades. E o Leo atrai-me muito. E protege-me, o que também é muito importante num lugar como este.

Espero que me perdoes e que compreendas. Estarás sempre no meu coração.

Teu,
Carlos Jorge

TNT
tags:
publicado por TNT às 22:35
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De AlfmaniaK a 28 de Março de 2007 às 02:08
Nim!
De facto está bom, mas sugere (a mim) ser incongruente com o contexto. Não sei como expor a minha opinião, mas fica a ideia de que um presidiário não escreveria assim. A tentativa de ofuscar o desenlace (um pouco previsível) contribuiu um pouco para esse senão. O resultado é positivo, mas acredito que consigas fazer melhor.
De TNT a 28 de Março de 2007 às 02:16
Eu honestamente também não acho muita graça. Mas lá no curso foi destacada e apontada como modelo para o mesmo exercício nos cursos seguintes, por isso decidi publicar...
De AlfmaniaK a 28 de Março de 2007 às 02:18
...e fizeste muito bem! Já agora, parabéns pelo "destacamento"!
De Cláudia Oliveira a 28 de Março de 2007 às 12:35
Carlos Jorge há por aí muitos. Xiça Penico, que nunca me calhe nenhum
De TNT a 28 de Março de 2007 às 23:52
Chapéu de côco, luvas de boxe...
De Bruno a 28 de Março de 2007 às 20:57
Agora percebo o curso de escrita... ;)
Continua que parece-me que tens jeito... parabens!
De TNT a 28 de Março de 2007 às 23:53
Deixa-te disso!
De Bruno a 29 de Março de 2007 às 21:08
Deixo-me disso???
ah então foi uma cópia de um livro???
sendo assim, continuo a elogiar-te... tiveste de ler bem para não falhar a escrita!!!
se foi em formato digital, elogio-te novamente, pois não falhaste as teclas de copy-paste!!
weeeeee
De TNT a 29 de Março de 2007 às 22:00
De cigana a 28 de Março de 2007 às 23:03
Oh valha-me Deus, desta vez não adivinhei! Estava a pensar que partida é que o mafioso ia pregar à santinha, mas não contava que ele tivesse arranjado outro santo a quem rezar!
De TNT a 28 de Março de 2007 às 23:54
Ah ah! Consegui surpreender a ciganita adivinhona!
De acho que já todos sabem o nome a 28 de Março de 2007 às 23:16
carta de resposta da fátima:
"... não apanhes frio de noite, e isso que me falaste do teu amigo brasileiro o leonardo, vê lá o que andas a fazer porque com essas modernices que disseste na carta qualquer dia começas a fumar..."

e a resposta do carlos jorge:
"... e a respeito dessa tua preocupação comigo e com o leonardo, ah não ligues filha, isto são só maluquices minhas, não têm importancia nenhuma, é tudo a brincar, foi só um jogo que fizemos no chuveiro com...sabonetes, nada que valha a pena fazer-te pensar nisso ..."
De TNT a 29 de Março de 2007 às 00:02
E uma mão lava a outra... e as duas lavam a cara... e as bolinhas de sabão... enfim, tem muito que se lhe diga, estas coisas dos balneários!
De gomesh a 29 de Março de 2007 às 14:57
Um fim inesperado ... mas realmente até na tropa avisavam a malta para levar gel duche, não sabonete...
De Bruno a 30 de Março de 2007 às 21:32
"Numa carreira a solo. Mais cáustica, mais intimista. Mais TNT..."

porque é que a palavra cáustico faz-me pensar sempre em cálcário??? alguem me pode explicar??
De TNT a 31 de Março de 2007 às 01:20
Calcário??? Calcário???
Mas... calcário como? Como em, pedras da calçada? Como em, na resistência da máquina (prolongue a vida da sua máquina... com calgon!), como em... o quê?

Comentar post

.outros blogs da menina

. Interno Feminino

. Experimentámos

.pesquisar

 

.posts recentes

. 25 de Abril de 2012

. Petição "Impedir a Taxaçã...

. A Arte da Guerra

. Atenção lagartagem!

. Olhá boliiiinha!

. A propósito de redes soci...

. Thursday bloody Thursday

. Ensitel assim a dar para ...

. O enrabanço da EDP

. As crises

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.visitas


.subscrever feeds