Sexta-feira, 27 de Abril de 2007

Reality check!

Sou sincera demais. Já percebi isso. Já cheguei a essa conclusão há anos atrás. Mas tenho muitas dificuldade em deixar de ser. E acreditem que já tive mil e uma provas que deveria ser mais contida, mais enigmática, mais misteriosa e mais mentirosa. Mas a coisa para mim não é fácil.

Embora eu pespegue com a informação que considero necessária, quiçá mais do que necessária, aos homens que me rodeiam, eles nunca sabem o que hão-de fazer com ela. Não sei se por ser demais, se por ser demasiado diferente, se por eles acharem que só estou a armar aos cucos e que afinal sou uma sonsa acabada de sair das berças, não sei. Só sei é que digo, que explico, que exponho e nada é apreendido.

Porque eu digo que sou fria e distante. E isto não é apenas uma frase para causar qualquer tipo de impacto junto a um grupinho de góticos pálidos. Eu sou realmente fria e distante! Porque eu tenho sempre muitas solicitações. Eu não digo isto para acharem que sou a maior e toda a gente me quer e tal e tal. A minha vida é um desassossego permanente cheia de acontecimentos e gente all over. E finalmente que vivo rodeada de homens. Acham que digo isto porque me dá um ar irreverente. Fashion. Mas depois a crua realidade é mais dura do que se poderia supor!

O que fazer nestas situações? Dizer menos? Não dizer de todo? Esperar que as pessoas apreendam os meus estados de alma e que vão batendo com a cabeça nas paredes até aprenderem? Não sou adepta desse método. Se existem instrumentos que facilitam a aprendizagem, porque não usá-los?

Se com briefings, as coisas já são difíceis, imaginem o que seria levarem com o impacto da surpresa!

Check, please!

TNT
publicado por TNT às 09:33
link do post | comentar | favorito
|
34 comentários:
De barafundida a 27 de Abril de 2007 às 10:10
Em resumo: os homens continuam a ter medo de mulheres com atitude e personalidade, e entram em pânico, exigem de nós atitudes tontas, inseguras
e frágeis... só para se sentirem no comando.
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 11:28
Por mais que me custe dizer isto, acho que o que eles querem mesmo é uma que queira casar, ter filhos e coser cortinados com folhinhos...
De barafundida a 27 de Abril de 2007 às 12:08
Já estou a ver a casinha branca... com a cerca à volta...
Será que não nos é permitido termos as mesmas
ambições que eles têm, coisas diferentes de pilotar um fogão!?!
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 12:11
Eu adoro cozinhar! E principalmente para os meus amigos! E festa! E gente!
E é tão difícil!
De barafundida a 27 de Abril de 2007 às 12:24
E como se tivesses nascido só para cozinhar... quer dizer não só... e a roupa para lavar, passar, e a casa para limpar, arrumar...

Não queres ir beber um copo?! : )
De gomesh a 27 de Abril de 2007 às 13:27
Não te esqueças de bordar as iniciais do casal nos lençóis
Ainda que que existem mulheres diferentes como tu... dão-me esperança que finalmente começamos a ter mulheres interessantes em Portugal...
A verdade nua e cura... assim é que deve ser... e quem não gosta...
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 13:36
É que as pessoas aparentemente são muito liberais, muito modernas muito à frente...! Mas depois, quando confrontadas com a relaidade têm tendência para reagir de outra forma... Enfim, pode ser que um dia eu consiga atinar com isto!
De gomesh a 27 de Abril de 2007 às 13:45
Let's dri nk to that...
De Contradições a 27 de Abril de 2007 às 11:15
Os dois primeiros parágrafos assentam-me que nem uma luva...o Tal há-de perceber...I do hope so!!! Se não atingem é exactamente por receio e insegurança. Porque é mais fácil desistir!
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 11:38
As coisas são sempre tão difíceis para mim...
Às vezes só me apetece é ser como aquelas que lêem a maria e só se preocupam com o jantar...
De Anónimo a 27 de Abril de 2007 às 12:42
«See who I am,
break through the surface...» Within Temptation
Nada do que li me faz crer que sejas fria ou distante. O facto de teres um trabalho que exige muito de ti e no qual és bem sucedida associado a vários traços da tua personalidade como a extroversão, segurança e independência afasta os corações mais receosos e aqueles que nos olham mas não nos sabem ver. Ah como eu te entendo!

De AlfmaniaK a 27 de Abril de 2007 às 13:33
Não estarás a meter tudo o que é gajo no mesmo saco? Isto é: dadas as circunstâncias não estarás a avançar para qualquer conversa sempre com a mesma premissa que é inútil falar porque isto é sempre a mesma coisa?
Eu também gosto de falar de mim. Mas normalmente espero que queiram saber. O centro das atenções vem por tabela.
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 13:40
Oh maniak, não é uma questão de meter tudo no mesmo saco... O que eu estou a reflectir é na minha atitude! Porque embora eu "avise" como é a minha vida e as pessoas até parecem aceitar, quando realmente são confrontadas com a realidade, não lidam bem com isso! A minha questão é: será que devo "avisar"? Deixo andar e depois têm uma apoplexia? Será que devo omitir? É que aquilo que eu sou hoje, é o resultado das minhas vivências e experiências... Ao omitir isso, não estarei a defraudar uma coisa que me apetece? É que assim não sei viver... tangas e jogos não são para mim!
De AlfmaniaK a 27 de Abril de 2007 às 14:40
Respondo aqui ou por mail? Tenho medo de ofender e depois que me batas com bits e bytes.
1º Julgar todos por igual condiciona a tua atitude;
2º Os avisos são na sua maioria inúteis, a menos que valha a pena prevenir alguma coisa (o que não é o caso), que digas o que se te oferece dizer;
3º A maneira como tu te vês, não é necessáriamente real. Se a maneira como te pintas, para avisar, cai geralmente bem para eles, depois, a tua atitude pode chocar por tentar ilustrar a tua "pintura";
4º Tanta conversa com directas e pragmatismos a dois, para depois teres dúvidas do que achas melhor?
5º O teu "Carpe Diem" é para todos os dias, ou só para dia sim, dia não?
6º Hmmm?! Ía jurar, tu melhor que ninguém, devias já ter compreendido que "eles" não querem conversa... afinal que procuras tu? Sua romântica duvidosa?!;
7º Apoplexia?!?! Mas tu fazes xixi de pé? Que drama...

p.s.: A sério, não leias isto com um tom agressivo, e muito menos invasor... lê nas "descontras", como quem lê a Maria... e se for caso, disso, nem publiques... longe de mim, levar com a TNT em cima. Hoje não!
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 14:46
Se tenho dúvidas é porque penso. Não vejo a vida como um dado adquirido, nem sou dona da razão e da verdade. (como alguns...) E se as nossas acções estão condicionadas também pelo meio, (uma vez que não estamos sós no mundo) creio que vale a pena reflectir sobre elas e sobre o exterior...
E não, não faço xixi de pé... estou a ver que seria a única coisa que te incomodaria(problemas de afirmação sexual, será...?) Não vais levar com a tempestade da TNT. Tenho um date com um principezinho e não pretendo chatear-me com provocações que não passam disso, meu caro... meras provocações sem essência nem substracto!
De AlfmaniaK a 27 de Abril de 2007 às 15:00
Ok! Desculpa lá a cena. Confirmo. Ter sempre razão "it just sucks"!
Se ainda houver uma ponta de aproveitamento no que posso insinuar:
Sê sincera. Acho que não há razões para recear... mas isso, obviamente, sou eu!
Diverte-te!
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 17:53
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 14:49
E deixa-me dizer-te que aprovo todos os comentários à excepção de ameaças, palavreado menos próprio (mesmo!) e publicidade...
De Babe, a Certificada a 27 de Abril de 2007 às 14:17
Parece-me que este post tem muito pouco a ver com o que é permitido a um homem e a uma mulher, embora os comentários andem por aí.
Basicamente, o que eu entendi é que mesmo mostrando toda a verdade, os mancebos são cegos e lerdos. Acredito.
O que eu ando a ensinar a mim mesma é que é assim que tem de ser: a verdade, frontalidade e sinceridade desde inicio. Não adianta fingir, há-de vir ao de cima e depois é bem pior. (Desculpa lá o tom sério, mas acabei de confortar uma amiga que levou mais uma taulada de um porco sem sentimentos.)
De TNT a 27 de Abril de 2007 às 14:48
É essa a intenção do post precisamente. É a reflexão sobre a sinceridade logo no início das relações: até que ponto é benéfica...
De Babe, a Certificada a 27 de Abril de 2007 às 17:28
Para mim, que já paguei caro pela falta de verdade (com tudo o que engloba), acho que é o mais importante. O sofrimento (desnecessário) que se poupava.
De Tytas a 27 de Abril de 2007 às 17:52
Não sei se é bom a frontalidade nas relações pelas minha experiencia, que também sou frontal e digo o que devo e não devo, sempre me sai mal. Acho que os homens não gostam de ouvir aquilo que eles dizem a muitas mulheres e quando apanham uma que lhe diz o mesmo fogem. Mas eu sou como tu continuo a ser como sou e não é por eles que vou mudar. Bom fim de semana.Jokas
Com frontalidade no inicio sofre-se menos no fim.
De TNT a 28 de Abril de 2007 às 10:01
A questão é que às vezes nem a revelação da verdde ajuda a gerir as coisas...
De cigana a 27 de Abril de 2007 às 23:09
Acho que fazes bem em ser sincera, mas por muito que te esforces, eles simplesmente não conseguem processar tanta informação.
Bom jantar, Cinderela!
De TNT a 28 de Abril de 2007 às 10:03
Foi um excelente jantar...
De antídoto a 27 de Abril de 2007 às 23:18
Isto dava para uma conversa bem molhada, mas ia ser longa e o meu estômago anda meio derretido.
Tu pertences a uma raça (homens e mulheres) que é uma pequena minoria num mar de gente banal, digo, comum, digo, moldada e formatada, digo politicamente correcta.
Mulheres como tu fascinam e estimulam a fantasia masculina.
Mas... sempre o mas... há poucos da tua raça e uma coisa é acenar com a cabeça, outra é conseguir suportar a realidade ou ter pedalada para ela.
A sinceridade é sempre boa, sem ela não estarias a ser tu própria, mas nunca assumas que o outro te aceita como és, ainda que o afirme, porque geralmente viramos as costas e cravam-nos facas. Principalmente quando (já) não obtêm o que querem ou como querem.
Por alguma razão, quando nos 'conquistam' começam de imediato a laboriosa missão de nos tentar modificar e adaptar ao seu gosto.
Em resumo, lamento dizer-to mas há poucos gajos com arcaboiço mental para ti.
E agora vou sentar-me e rir com as reacções.
De TNT a 28 de Abril de 2007 às 10:25
Ainda tu te questionavas porque te nomearia eu para o Award?! Oh antídoto...
Tens carradas de razão quando dizes que assumir a afirmação de aceitação dos outros é um doce engano.E digo muitas vezes isto "Assumption is the mother of all fuck ups". A clareza com que desmontaste toda esta história é desconcertante e perturbadoramente real. Faço-te uma vénia...
De V.A.D. a 28 de Abril de 2007 às 02:55
Pede-se à menina TNT que se desloque ao blog http://omeuentendimento.blogs.sapo.pt a fim de levantar um prémio... :-)

Cumprimentos
De TNT a 28 de Abril de 2007 às 10:33
Fico muito contente com esta homenagem.
Vinda de quem vem é uma verdadeira honra que, confesso, me faz sorrir de vaidade aqui sozinha frente ao monitor. A apreciação e reconhecimento são sempre reconfortantes mas vindos de algumas pessoas são altamente motivadores.
Muito Obrigada!
De V.A.D. a 2 de Maio de 2007 às 20:57
Os agradecimentos são obviamente desnecessários, embora reconheça que são sinal de boa educação... :-) Conforme é mencionado no meu post, a escolha foi ponderada. Creio, no entanto, que o prémio que lhe foi atribuído não é o que mais se adequa ao seu nick; tenho andado a pensar que um "Nobel da Blogosfera" lhe assentaria muito melhor... Sim, porque embora o Sr. Alfred tenha inventado a dinamite e não o TriNitroTolueno, é certo que este último composto é muito mais eficaz como explosivo, para além de ser muito mais seguro no manuseio, ahahahaha!
Bom, vamos ao que me trouxe aqui: por lapso não referi que é suposto a minha amiga (permita-me que a trate assim) homenagear um blog à sua escolha. Estou certo de que terá subentendido esta premissa, mas de qualquer forma aqui fica a clarificação.

Cumprimentos
De TNT a 2 de Maio de 2007 às 21:09
Subentender até subentendi... a questão é que o aniversário do meu Interno Feminino me absorveu por completo durante estes dias. Afinal de contas foram 20 posts ao todo entre nós as duas, selecção de perguntas, teasers, etc... Estou perdoada pela demora? Ainda irei a tempo? Se assim for, prometo que amanhã terei o destaque prontinho para ser lido e utilizado!
Bjs
De V.A.D. a 2 de Maio de 2007 às 21:40
É claro que estaria perdoada, se houvesse algo a perdoar... Eu é que peço que me desculpe a falta de clareza exibida aquando da homenagem. E, sim, está muito a tempo... :-)

Beijos
De Cláudia Oliveira a 28 de Abril de 2007 às 11:04
Todos dizem que não são mentirosos mas pouco assumem aquilo que são.
Também era fria e distante e até me tornar uma pessoa perto de alcançar, tiveram de subir montes e vales. Continuo fria mas já não distante.
De pirate a 2 de Maio de 2007 às 02:03
as pessoas tem de ser o que são, mesmo que a verdade seja um oponente. Ha dias que penso ser indiferente a tudo o que me faz sentir ausente, mas sei que a maioria é mais fraca que a minoria, e a minoria é verdadeira. prefiro viver na luz e de olhos abertos, do que cega e em meias verdades. mas cada um sabe de si.

Comentar post

.outros blogs da menina

. Interno Feminino

. Experimentámos

.pesquisar

 

.posts recentes

. 25 de Abril de 2012

. Petição "Impedir a Taxaçã...

. A Arte da Guerra

. Atenção lagartagem!

. Olhá boliiiinha!

. A propósito de redes soci...

. Thursday bloody Thursday

. Ensitel assim a dar para ...

. O enrabanço da EDP

. As crises

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.visitas


.subscrever feeds