Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

O jornalinho da Manuela Moura Guedes

Já estou um bocado farta da conversa do jornal da TVI e da Manuela Moura Guedes.

Que toda a gente normal detestava o jornal de sexta-feira e daquela frase de abertura absolutamente prepotente “Boa Noite! Eu sou a Manuela Moura Guedes e este é o Jornal Nacional” ninguém pode negar. Que as pessoas já enfiavam nas suas orações o pedido sublimado para que aquilo acabasse rapidamente e que acabasse rapidamente o sofrimento de toda a gente que era obrigada a trabalhar com a apresentadora, também acredito. E que as noites de sexta-feira estão mais limpas também acredito.

 

O que eu não acredito é que aqueles que a detestam e detestam o seu jornal e linha editorial – e quando falo em linha editorial, peço perdão aos meus antigos professores de jornalismo pela heresia – defendam a situação como se a coisa tivesse algum tipo de qualidade. Até deviam estar a rezar a todos os santinhos por ela não poder continuar a envergonhar a classe.

Das várias opiniões mais esclarecidas que tenho ouvido contra a senhora em questão é que ela não pode e não deve, enquanto pivô de um jornal televisivo, emitir opiniões.

Não estou completamente de acordo...

 

Por esse mundo civilizado fora existem vários telejornais diários com modelos editoriais. Até em Portugal existe! Pasmem! O que se passa é que os apresentadores destes jornais são pessoas que eu podia apresentar à minha avozinha que já lá está sem ela me dizer “minha querida, cuidado com as companhias...”.

O Jornal das Nove da Sic Notícias é disso exemplo. Eu podia perfeitamente levar o Mário Crespo a conhecer a minha avozinha. Que o jornal apresentado por este senhor não tem as audiências dos jornais da TVI também é verdade. Porque a ele faltam-lhe algumas características que a D. Manuela Moura Guedes tem: a histeria, a má-criação, o semblante enlouquecido e, já agora, para ser má-língua, uma série de plásticas mal sucedidas e umas injecções de Botox.

Quanto à decisão daquele programa ser retirado da grelha: eu não sou vossa secretária e por isso não vou fazer o trabalhinho de casa a não ser que me paguem, que isto a vida não está para graças e borlas. Mas vão lá aos arquivos ver o que se passou quando a Prisa negociou a compra da Media Capital ao Miguel Pais do Amaral. (Ah, é verdade, Pais é com i e o senhor já o disse diversas vezes). Qual foi a primeira medida que os espanhóis tomaram? Alguém se lembra?

Eu até me lembro, mas sou suspeita por ser colaboradora do Grupo. Mas será que mais ninguém se lembra? Ou não dá jeito?

T.P.C.: Pensar por nós e questionar o que nos dão a comer.
 

TNT

publicado por TNT às 00:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

Jornalistas ou carneiros?

Irrita-me solenemente a carneirada em que este Portugal se tornou. Se há alguém que diz alguma coisa, o povinho tende a ir todo atrás.

Há uns dias, enviaram-me uma “causa” para eu aderir no Facebook. A "causa" era política e fui verificar os contornos da dita. Vi quem já tinha assinado e que, por este motivo, assumo que estivessem de acordo. Ao ler os pontos que justificavam tamanha e ilustre adesão, dou por mim a pensar que estaria a ser mais loira que o costume, pois estava plenamente convencida que as coisas não se tinham passado assim. Como não sou propriamente uma expert política, vá de pesquisar pela net fora para ver se era eu que estava enganada. Depois de várias voltas, vi que era a tal “causa” que partia de premissas erradas.

Com pinças e subtileza que, de resto, são meu apanágio, decidi confrontar o autor da “causa” e perguntar-lhe afinal o que é que o caso Moderna tinha que ver com o Sócrates. Se bem me lembrava, o caso Moderna tinha um político envolvido, sim senhor, mas não era o senhor do Freeport.

O autor lá me deu razão, agradeceu a chamada de atenção e corrigiu o erro. O que me baralhou foi ver a quantidade de ilustres jornalistas e experts políticos da nossa praça que tinham aderido a uma causa falsa e ninguém tinha dado pelo erro gritante. Ou seja, o nosso jornalismo e análise política está nas mãos de umas “marias-que-vão-com-as-outras” e que se insurgem contra as coisas, sem sequer se darem ao trabalho de ler/pesquisar/verificar o que lhes é dado a saber numa rede social com milhões de utilizadores. E isto preocupa-me…

Que haja tretas na blogosfera, ainda como. Que haja jornalistas que vão nestas tretas, é que já não quero comer. E com esta dieta me fico!
 

TNT

publicado por TNT às 11:08
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2009

Exposições indesejadas

Ao passear pelas redes sociais deste mundo virtual, verifico que as pessoas mostram os álbuns de família sem quaisquer pudores ou receios.
Da criancinha no bacio, à criancinha junto da escola devidamente identificada, da criancinha à porta de casa dos avós até à criancinha na praia de férias com a família, todos estes pormenores podem ser utilizados por mentes menos bem-intencionadas.

Sei que as pessoas têm imensa necessidade de se mostrarem. Imensa necessidade de protagonismo. Mas será que não podem reservar esse protagonismo para si próprias e deixarem as criancinhas em paz? Quando as ditas crianças crescerem logo decidirão se querem expor-se ao mundo inteiro. E, principalmente, quando já tiverem idade e físico para fugirem ou pregarem um par de murraças a quem as tente assediar.

Vejo grandes preocupações entre os pais, tios, avós em protegerem os petizes das suas famílias. “Não fales com A ou B, não aceites coisas de estranhos, vou buscar-te à escola às 16H00 em ponto, mas, entretanto, se não te importas, pespeguei uma foto tua na minha página na net com a legenda ‘Praia das Maçãs – as eternas férias em família’ a que podem aceder milhões de pessoas, algumas delas pedófilas. Não há problema, pois não?”.

Alguém me explica?

 

TNT

publicado por TNT às 15:32
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Prato do dia: Crise à Portuguesa

Bem que ouço falar da crise!
Bem que vejo todos os dias na Sic Notícias, economistas de renome a falarem de recessão.
Bem que leio aqui no éter sobre a malfadada crise.
Eh pá... mas saio à rua e não vejo nada disso! Serei eu que estou a ver o mundo ao contrário ou a crise não entrou nos lares dos portugueses?

Entre dia 1 e 25 de Dezembro foram levantados das caixas multibanco portuguesas uma média de 7 milhões de euros por hora! Sete milhões?? Por hora?? Está tudo doido?


Os voos para o Brasil, Caraíbas, Cabo Verde e Funchal esgotaram, bem como os hotéis, nestas férias de Natal. Os agentes de viagens estavam radiantes com o crescimento relativo ao ano passado. Pudera! Numa altura de crise anunciada, trocaram-lhes as voltas para melhor! Há sempre que contar com a inconsciência portuguesa...

Oh meus amigos... será que só eu é que tenho visto e ouvido as notícias sobre a recessão que se avizinha em 2009? Será que ninguém vê o que se está a passar nos EUA, a maior economia do mundo? Será que ninguém pensa numa poupançazita, não vá o diabo tecê-las? Ou será que os portugueses insistem em pedir empréstimos às cofidis desta terra para irem numas “férias merecidas” passar o fim-de-ano ao ritmo do samba?

Sei que os portugueses se queixam, pois vejo-os nas reportagens nos centros comerciais cheios de sacos de compras. A comprarem alarvemente e a queixarem-se... Sim, vi. Ninguém mais viu isto? Serei eu a única a ter tv, rádio, Internet e jornais?

O que é que se passa neste país inundado de novos-ricos que depois só comem sandes e latas de atum em casa? Mas têm grandes carros e andam com eles. E passam grandes férias no período de Natal. E oferecem grandes presentes aos miúdos para mostrar aos outros que estão bem na vida. Será que não percebem que os putos pequenos se estão completamente a borrifar se as calças são do Continente ou do Tommy? Se o casaco é do Feira Nova ou da Gant? Estão-se nas tintas! Já os paizinhos...

Este Natal gastei 1/5 do que gastei no ano passado em presentes. Achei que as pessoas iam perceber. Felizmente, as pessoas à minha volta perceberam. Não vejo é o povinho que se queixa diariamente, de médicos a professores, de pilotos a funcionários públicos, a gastarem menos do que no ano passado. Vejo-os a gastarem à parva e a queixarem-se. É o que vejo...

Mais uma vez pergunto... está tudo doido??
 

TNT

publicado por TNT às 01:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

De volta....

Antes de mais, quero justificar a minha ausência da blogosfera.
Perdi a minha alma, a minha casa, o meu amor, fiquei sem emprego e sem capacidade para dizer fosse o que fosse, a não ser tristezas. E como este meu alter-ego – TNT – não se rege por tristezas, decidi escrever só quando recuperasse alguma das coisas que perdi. E creio que recuperei a vontade de escrever.

Dito isto, vamos falar de política!

Setôres – The sequel

aqui falei da minha opinião acerca dos professores e das suas manias de quererem tudo sem dar nada em troca. Todos dizem que querem ser avaliados e tal, mas todos recusam o modelo de avaliação. Como também já disse anteriormente, acho que os professores deveriam ser avaliados por auditores externos e sem contemplações. Mas, no fundo, no fundo, a minha opinião é que os professores gostam é de fazer manifestações para pularem e gritarem e cantarem e depois irem para os copos para o Bairro Alto que fica mesmo ali ao pé da "mánif".

BPN – A vergonha

Os senhores que têm passado pela administração deste banco – que mais parece um acampamento de ciganos no sentido mais pejorativo do termo – têm todos no seu CV a passagem por governos do actual Presidente da República. Ai que vergonha... uma pessoa tão séria, cheia de pergaminhos, que nunca se enganava e raramente tinha dúvidas. O que me leva a concluir que para se ser um competente burlão da banca, tem de se ter sido um competente burlão governamental. Quanto a isto, creio que não restam muitas dúvidas...

Que eles sejam todos presos para ver o que custa a vida, estou completamente de acordo. O que não concordo nada é que tenham sido salvos pelo Estado. Eh pá, isso é que me tira do sério! Subprime para aqui, crise mundial para ali e acabaram por ser integrados e salvos pelo actual governo. Mal, muito mal.

Acho que o BPN devia ir para o buraco infecto onde se enfiou. Acho, também, que os clientes deviam ter tido mais discernimento e, quanto mais não fosse, interrogarem-se porque é que este banco dava mais benefícios que todos os outros. Será que teriam melhores gestores que o resto do mundo? Hum... fraquinha a justificação. Já tivemos a experiência da D. Branca há uns anos, por isso, ninguém pode alegar desconhecimento de como se processam estas coisas.

O que eu sei é que depois do BPN, não me admirava nada ver à frente dos desígnios de outras entidades bancárias semi-obscuras, figuras como Santana Lopes, Fátima Felgueiras, Valentim Loureiro ou Alberto João Jardim.

A meu ver, qualquer um deles preenche os requisitos necessários...

 

TNT
 

publicado por TNT às 14:25
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

Os Edifícios Devolutos e as Amy Winehouse deste mundo...

Vou aqui abordar um tema que tenho evitado ao longo de anos por saber que tenho uma opinião algo radical. Mas a verdade é que estou completamente farta dos toxicodependendentes, drogados, agarrados, junkies e de tudo o que eles acarretam.

Ontem, como toda a gente sabe, houve um grande incêndio na baixa lisboeta. Por o assunto me tocar pessoalmente e por saber que a maior parte destes incêndios urbanos têm o seu início em faltas de cuidado na preparação das drogas de gente que habita edifícios devolutos, venho aqui mostrar a minha indignação.

Edifícios devolutos há em todos os grandes centros urbanos com tudo o que há de bom e mau em todas as grandes cidades. De Londres a Nova Iorque de Paris a Lisboa, todos quantos já viajaram, sabem que esta é uma realidade transversal que não olha a geografias.

Ontem foram accionados meios – bombeiros e polícia – com grande eficácia, e há que reconhecer o excelente trabalho dos profissionais a quem pagamos e dos outros que ainda têm mais valor por serem voluntários. Mas a verdade é que os prejuízos foram imensos, tanto materiais, como patrimoniais, como emocionais. E estes não há quem pague!

Estou farta de saber que todos quantos pagam impostos, contribuem para as salas de chuto, para os cuidados médicos dos toxicodependentes, para a distribuição de seringas. Estas contribuições não as podemos evitar. Que remédio! Temos um Estado sensível as estas causas, com preocupações sociais que me confundem....

No entanto, as pessoas acabam por contribuir para o flagelo social que é a droga ao dar a moedinha para o arrumador, ao comprar o telemóvel do amigo do amigo que arranjou sabe-se lá onde, ao comprar os discos e bilhetes dos concertos da Amy Winehouse que depois acaba por cair em palco, desrespeitando inteiramente quem lhe paga o ordenado e até chegando a agredir fisicamente quem lhe compra as casas e lhe paga as fianças do marido.

F*da-se!!! Estou farta de tantas regalias e privilégios!
Estou farta de tanta vitimização a dizerem que são doentinhos!
Estou farta que incendeiem edifícios impunemente!
Estou farta de os ver estendidos à minha porta e ter de pular por cima para entrar em casa!
Estou farta deles e do mal que provocam às suas famílias e do mal que espalham ao seu redor!
Estou farta! E sou radical ao ponto de dizer que só deveriam servir para adubo!

Desculpem o desabafo... mas ontem o calor das chamas chegou mesmo muito perto...
 

publicado por TNT às 16:48
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Pode ser, Sr. Fernandes?

Como alguns de vocês sabem, eu tenho uma úlcera no estômago.
Tenho-a há anos, tratamos-nos por tu quando ela decide acordar.
A dita cuja decide acordar quando eu me irrito solenemente e não tenho possibilidades de me explicar convenientemente aos responsáveis pela minha irritação.

A minha úlcera acordou há umas semanas e vou ter de fazer uma endoscopia. Como alguns saberão, as endoscopias são exames muito dolorosos. Por isso, o meu médico decidiu que eu devia fazer a endoscopia com anestesia geral. Como devem calcular, uma endoscopia com anestesia geral vai sair-me cara.

Como não tive oportunidade de desabafar junto do senhor que ajudou a despertar a úlcera, acho que lhe vou mandar a conta da Cuf, bem como, a mensalidade de Abril do meu seguro de saúde.

Fico a aguardar a sua boa-vontade e excelentes intenções, que de resto, são as suas bandeiras.
Pode ser, Sr. Fernandes?

TNT
publicado por TNT às 16:42
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Março de 2008

Sic Mulher e os detergentes...

Ao ver a SIC Mulher reparo que em todos os intervalos comerciais a profusão de anúncios a detergentes é escandalosa. Em vários intervalos seguidos, apenas um anúncio não era de detergentes, mas de um shampoo...

Será que todas as pessoas que vêem a SIC Mulher se interessam assim tanto pela lavagem da roupa, pelo detergente que substitui 50 para a limpeza imaculada da cozinha e casa-de-banho, do milagre anti-gordura que apenas com uma gota acaba com as impurezas da loiça, ou das pastilhas que com poderes divinos recuperam excepcionalmente o brilho do cristal?

Será que os programas de media dos publicitários ou centrais de compras estão desta forma programados? Assim que se coloca a palavra mulher, esta é transformada em mil e um detergentes e um shampoo? Será assim tão limitada e redutora a visão dos iluminados da publicidade? Ou será que o papel da mulher se resume a ser uma fantástica fada do lar?

Ainda que o canal seja destinado a mulheres, todos sabemos que há milhares de homens a paparem a Oprah, o Dr. Phil ou o Querido Mudei a Casa. E mesmo que a maior percentagem seja de mulheres, não haverá outros produtos de igual interesse ao dos detergentes? Não haverá produtos tipicamente femininos para além dos milagres anti-gordura? Não haverá cremes, livros, filmes, até pensos higiénicos, obviamente destinados ao público feminino? Não haverá um raio de uma mulher informática a programar o raio dos programas de atribuição de publicidade?

Será que os crânios da publicidade julgam as mulheres como lavadeiras imparáveis? Será que é por causa disso que a maioria deles são divorciados, não sem antes terem levado com um valente par na testa?

Enfim... algumas matérias para reflectir...

Se alguém souber responder a estas questões do foro comercial-feminino-publicitário-etc, não se acanhe! Porque a mim, a coisa causa-me cá um nervoso miudinho que não vos digo nada!

TNT
publicado por TNT às 14:14
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
|
Terça-feira, 26 de Fevereiro de 2008

O Plágio na Blogosfera!

Noutro dia sou avisada pela Cigana e pelo Alf que o outro blog onde escrevo – Interno Feminino – estava a ser escandalosamente plagiado por uma rapariguita com um blog no netlog. Eu e a Tsetse tratámos de reportar abuso acerca da tal plagiadora que rapidamente retirou (ou foi forçada a retirar) os ditos posts, que eram cópias integrais dos nossos textos, à excepção de uma ou outra linha, forçosamente alteradas por poderem comprometer a personagem.

Dito isto, descobrimos uma ferramenta – Copyscape – que permite localizar cópias de textos que tenham sido publicados nos blogs. Se a coisa já me tinha irritado, a partir daqui a irritação cresceu exponencialmente.

Eu até compreendo que as pessoas não tenham grandes ideias, e mesmo que as tenham, não as consigam passar para o papel. Mas “copiar”, “colar” e assinar com o nome Cristina o que foi escrito por mim, já me parece um bocadinho demais. Descubro um blog que tem cerca de 15 textos, 12 dos quais são meus!

Admito que considero isto o cúmulo da lata. Querem copiar os meus posts, façam referência ao autor! Façam um link para a fonte! Se por um lado é lisonjeador, por ser sinal de que as pessoas até gostam, por outro lado, acho altamente insultuoso. Eu também gosto muito do que o Miguel Esteves Cardoso escreve, mas jamais me passaria pela cabeça pegar num texto do autor, pespegar aqui no blog e assinar TNT. Não é a minha escrita, não são as minhas ideias e infelizmente não tenho o talento dele. Mal ou bem, escrevo sobre as minhas coisas, no meu estilo e quer se goste quer não, é original. É o meu blog.

Também não percebo como é que os leitores dos ditos blogs copiados não se apercebem que aquelas coisas não são escritas pela ditas proprietárias. Porque nas respostas aos comentários, apenas se cingem aos “lol”, “bué” e outras expressões afins. Não se defendem, porque as ideias não são delas e obviamente não têm a menor capacidade de argumentação para responder à altura, face a um qualquer ataque.

Acho que estas situações devem ser desmascaradas e proponho que as pessoas que têm blogs com posts que lhes saiam do pêlo e da alma, façam o mesmo que eu, e denunciem esta cambada de manhosos, cujo único talento é fazer copy e paste...! E já agora, entupam-lhes as caixas de comentários com os insultos que merecem!

TNT
publicado por TNT às 13:58
link do post | comentar | ver comentários (35) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

Rogério Alves assina contrato por várias épocas com o clube britânico McCann

Leio que o bastonário da Ordem dos Advogados vai ser assalariado dos McCann. Não defendo que os McCann não devam ter advogados. Até me parece que vão precisar bastante. O que me revolta é que o bastonário aceite trabalhar num caso destes.

Na minha opinião, um bastonário seja de que Ordem for, tem de estar muito acima das polémicas. Mesmo que as polémicas paguem bem!

Com tantos advogados – e bons – que existem em Portugal, porquê a escolha do bastonário? Será que o casalito não se estará a servir do prestígio que aquele lugar detém, com a carga institucional inerente, para conseguir os seus intentos? Lá espertos eles são, disso ninguém duvida! Agora o amigo Rogério ir nesta cantiga, é que denota uma certa ingenuidade... Ou então precisa mesmo de comprar aquela quintazita em Sintra...! Também pode ser...

É por estas e por outras, que quando chega a hora da verdade nunca somos levados a sério na Europa a sério!

Tanta gente a esforçar-se para mostrar que Portugal é um país de grandes pessoas, de grandes feitos, de grandes eventos e invenções, e acima de tudo, de grandes talentos, para vir depois o bastonário estragar tudo!

Lá se vai a nossa credibilidade pelo cano abaixo...
Irra, que o vil metal é mesmo tramado!

TNT
publicado por TNT às 10:23
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|

.outros blogs da menina

. Interno Feminino

. Experimentámos

.pesquisar

 

.posts recentes

. O jornalinho da Manuela M...

. Jornalistas ou carneiros?

. Exposições indesejadas

. Prato do dia: Crise à Por...

. De volta....

. Os Edifícios Devolutos e ...

. Pode ser, Sr. Fernandes?

. Sic Mulher e os detergent...

. O Plágio na Blogosfera!

. Rogério Alves assina cont...

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.visitas


.subscrever feeds