Terça-feira, 24 de Julho de 2007

Who Are You...?

Numa publicação de informação semanal fala-se da loucura da nova “moda” das mulheres portuguesas fazerem sexo com estranhos. Bullshit! Analisemos a coisa com um bocadinho mais de bom senso e de experiência própria.
 
As mulheres envolvem-se sexualmente com estranhos porque parece mal envolverem-se com os conhecidos. Não parece nada bem andarmos por aí a embrulharmo-nos com o pessoal conhecido como o Sr. Jaime a quem compramos os bifes no talho, ou com o Sr. Oliveira que nos arranjou os armários da cozinha. Arranjam-se problemas desnecessários e ainda podemos ficar sem handy men o que é muitíssimo pior do que ficar sem sexo, convenhamos.
 
Sexo é fácil de arranjar, já um faz-tudo competente e em conta, meninas, é como uma agulha num palheiro!
 
A meu ver, um “acompanhante” (chamemos-lhe assim, porque prostituto soa mal) dominador das artes de bem satisfazer na cama, com bom aspecto e a quem possamos pagar para nos acompanhar àquela festa ou ao casório para o qual precisamos de chaperon, não me parece completamente descabido. Cumprem os seus papéis escrupulosamente e não chateiam mais do que o necessário.
 
O que causa transtorno é que nos anúncios classificados destas questões (que aparecem em catadupa aqui na coluna da esquerda) estão repletos de “mulatos abonados”, “machos grandes” e afins... É óbvio que com esta conversa, não se podem levar a lado nenhum a não ser a conhecer o vale dos lençóis e mesmo assim tem de se treinar para se poder acolher estes “apêndices” tão generosos.
 
Assim sendo, em que ficamos? Embrulhamo-nos com o filho do Sr. Jaime? É desconhecido q.b. e percebe de osso buco... Ou vamos abertamente para o engate para as noites? Ou tornamo-nos adeptas do speed dating?
 
Isto das mulheres gostarem de sexo, só nos complica a vida!
 
 
 
TNT
publicado por TNT às 14:21
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

As Pick-up Lines Lusitanas

Nunca vi engate tão rápido e eficiente como nos Estados Unidos. Nova Iorque é a cidade da arte de engatar por excelência. Digo-vos que é óptimo ser engatada por terras do Tio Sam. E eu já corri meio mundo, sei do que falo.

E é óptimo, porque acima de tudo não há dissimulação. Por haver pouco tempo disponível, as pessoas não se perdem em tontices e passam a ser muito mais práticas. Vão ao que querem e toda a gente sabe ao que vai. Estão a ver a coisa, certo?

As pick-up lines são brilhantes. E não sei se é por ser em inglês, parece que soam melhor. Mais descontraídas. Mais fáceis. Mais fluidas. Menos falsas.

Por terras lusitanas, e à força de tanta importação cultural americana, começámos também a tentar enveredar pelo engate fácil. A coisa aqui parece não funcionar tão bem. Porque os nossos tugas não sabem quando parar.

Imaginem o seguinte cenário. A gaja já foi sacada, já trataram do assunto, já estão na fase do cigarrinho, quando ele se sai com uma destas:

“Onde é que andaste este tempo todo?” ou “Nunca senti nada assim... o que é que me fizeste?” ou “Que bom que é adormecer ao teu lado...” ou “És a mulher da minha vida” ou... estão a ver o género, escuso de continuar. E a seguir a uma valente passa pensamos cá para nós... “Este gajo já me sacou, para que é que continua com o raio das pick-up lines? Rio-me? Sorrio? Faço que não ouvi? Ruborizo que nem uma donzela? O que é o gajo quer com esta conversa...? Chiça!!”

As almas mais puras e românticas, imbuídas de grandes sentimentos poderão dizer... “ah e tal, vai na volta o rapaz até está a ser sincero...”

E nós, à força de já termos ouvido todas as pick-up lines possíveis e imaginárias e em várias línguas desde a latina à anglo-saxónica passando pela eslava e cirílica, respondemos como se faz nos States: Bullshit!!

TNT
publicado por TNT às 04:35
link do post | comentar | ver comentários (39) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Puzzles Sexuais

Supondo que as pessoas que me visitam aqui no blog azul, são maiores tanto de idade como de alma, esclarecidas, inteligentes, experientes e outros predicados elogiosos, vou ser completamente clara e tentar deixar-me de rodeios. Lets talk about sex, ok? Puro e duro!

 

Já referi em algumas das minhas reflexões que as primeiras vezes com determinada pessoa ficam sempre aquém do sonho. Ou melhor, das expectativas. Ou melhor, do desejo... Sei lá! Como somos minimamente experientes já sabemos que nas primeiras vezes não há nem pode haver o encaixe perfeito. Como costumo dizer, sobram braços e pernas por todo o lado, os timings andam normalmente desencontrados, etc... Creio que isto não é surpresa para ninguém e todos nós já passámos por isto. Daí, não criarmos grandes expectativas à volta da “primeira vez” com determinada pessoa. Sabemos que com o tempo, treino, prática e insistência, a coisa se vai compondo. Vamos percebendo os códigos e sinais, as fontes de desejo, os pontos fortes e fracos e por aí fora (ou dentro... sei lá!)

 

Acho que até agora todos nós estamos em sintonia e a identificarmo-nos com esta situação. A coisa começa assim... fraquinha... e depois vai num crescendo até ao alcance da “perfeição”... se possível, claro! É também claro que há pessoas com as quais nunca nos vamos conseguir encaixar, e quanto a isso... Next!

 

Mas agora vamos supor um cenário completamente alternativo. Na primeira vez há encaixe, na segunda o puzzle completa-se e à terceira basta um olhar para se saber exactamente que é ali mesmo e tal e coiso... E não estou a falar de desejo ou vontade. Que estes são próprios dos inícios. Estou a falar do acto propriamente dito. Ali mesmo... luzes, câmara, acção! Já estão a ver o filme? Óptimo!...

 

Se atendermos a que na hipótese mais corrente, a coisa vai evoluindo sempre para melhor, o que prever numa situação assim que já começa (quase) perfeita? Será que tem tendência para piorar? E não é um bocadinho assustador?

A inversão da ordem das coisas é sempre muito complicada... É que nos manuais de gestão sempre nos ensinam a fazer evoluir. Alcançar objectivos e metas. Como é que funciona se partirmos da finish line? Gráficos descendentes?

 

Gestor de projecto invertido, precisa-se. Exige-se experiência neste tipo de assunto para esclarecimento de uma vasta plateia de interessados.

TNT

publicado por TNT às 17:45
link do post | comentar | ver comentários (35) | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Maio de 2007

O Ar

(Exercício de Escrita)

- Falta-me o ar...! Espera! Espera só um bocadinho, deixa-me respirar...
Ufff... Como é que é possível...? Ui que me caem as lágrimas. Calma... Já está a passar. Eh lá, que isto foi forte! Só tu... só tu para me deixares assim! Com este sorriso idiota, com os lábios colados aos dentes sem conseguir fechar a boca. Fico com os maxilares presos de tensão...

- Tensão? Com ou sem ”n”? Eheh

- Não bates bem, tu... deixas-me assim, desvairada, desorientada, desassossegada e outras coisas terminadas em ada...

- És uma doida! Mas gosto tanto de te ver assim. Sorris com as pupilas. E nunca foges com o olhar.

- Ai... ainda não estou bem. Não sei se me falta o ar, se tenho ar a mais. Mas algo se passa aqui com o ar. Preciso de reaprender a respirar. Sinto-me drenada mas cheia de energia, exausta mas pronta para tudo. Que desvairo!
Encosta-te aqui a mim, deixa-me sentir o teu calor. Encaixa-te lá melhor, vá lá, anda lá com isso... Isso, é mesmo assim.

- Humm... lá estás tu com esse olhar irresistível. É impossível evitar. Tens sexo nos olhos, como é que uma pessoa se pode conter? Impossível!

-.-.-.-


- Ai o telefone, que chatice, toca sempre nestas alturas menos próprias... mas tenho de atender, pode ser uma urgência... “Tou? Ah, olá tudo bem? Eu estou óptima! Ah é? Não me digas...! Temos de combinar, então para nos contares tudo.... só um bocadinho que eu passo-lhe, ela tá mesmo aqui ao lado..."

Sofia, my precious, é o Fred para ti...


(Dedicated to the precious...)


TNT
publicado por TNT às 01:27
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|

.outros blogs da menina

. Interno Feminino

. Experimentámos

.pesquisar

 

.posts recentes

. Who Are You...?

. As Pick-up Lines Lusitana...

. Puzzles Sexuais

. O Ar

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.visitas


.subscrever feeds