Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Puzzles Sexuais

Supondo que as pessoas que me visitam aqui no blog azul, são maiores tanto de idade como de alma, esclarecidas, inteligentes, experientes e outros predicados elogiosos, vou ser completamente clara e tentar deixar-me de rodeios. Lets talk about sex, ok? Puro e duro!

 

Já referi em algumas das minhas reflexões que as primeiras vezes com determinada pessoa ficam sempre aquém do sonho. Ou melhor, das expectativas. Ou melhor, do desejo... Sei lá! Como somos minimamente experientes já sabemos que nas primeiras vezes não há nem pode haver o encaixe perfeito. Como costumo dizer, sobram braços e pernas por todo o lado, os timings andam normalmente desencontrados, etc... Creio que isto não é surpresa para ninguém e todos nós já passámos por isto. Daí, não criarmos grandes expectativas à volta da “primeira vez” com determinada pessoa. Sabemos que com o tempo, treino, prática e insistência, a coisa se vai compondo. Vamos percebendo os códigos e sinais, as fontes de desejo, os pontos fortes e fracos e por aí fora (ou dentro... sei lá!)

 

Acho que até agora todos nós estamos em sintonia e a identificarmo-nos com esta situação. A coisa começa assim... fraquinha... e depois vai num crescendo até ao alcance da “perfeição”... se possível, claro! É também claro que há pessoas com as quais nunca nos vamos conseguir encaixar, e quanto a isso... Next!

 

Mas agora vamos supor um cenário completamente alternativo. Na primeira vez há encaixe, na segunda o puzzle completa-se e à terceira basta um olhar para se saber exactamente que é ali mesmo e tal e coiso... E não estou a falar de desejo ou vontade. Que estes são próprios dos inícios. Estou a falar do acto propriamente dito. Ali mesmo... luzes, câmara, acção! Já estão a ver o filme? Óptimo!...

 

Se atendermos a que na hipótese mais corrente, a coisa vai evoluindo sempre para melhor, o que prever numa situação assim que já começa (quase) perfeita? Será que tem tendência para piorar? E não é um bocadinho assustador?

A inversão da ordem das coisas é sempre muito complicada... É que nos manuais de gestão sempre nos ensinam a fazer evoluir. Alcançar objectivos e metas. Como é que funciona se partirmos da finish line? Gráficos descendentes?

 

Gestor de projecto invertido, precisa-se. Exige-se experiência neste tipo de assunto para esclarecimento de uma vasta plateia de interessados.

TNT

publicado por TNT às 17:45
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.outros blogs da menina

. Interno Feminino

. Experimentámos

.pesquisar

 

.posts recentes

. 25 de Abril de 2012

. Petição "Impedir a Taxaçã...

. A Arte da Guerra

. Atenção lagartagem!

. Olhá boliiiinha!

. A propósito de redes soci...

. Thursday bloody Thursday

. Ensitel assim a dar para ...

. O enrabanço da EDP

. As crises

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

.subscrever feeds